HOME SOBRE O BLOG COLABORADORES CONTATO ANUNCIE
9124estrada

É mesmo impressionante como mudei, amigo que me conheceu há dois anos atrás.
Provavelmente porque estou mais adulta, compro o meu próprio papel higiênico e depois do dia 25 do mês junto todas as minhas moedas restantes. Sair da casa dos pais e morar sozinho faz a gente mudar muita coisa da vida para continuar mantendo um padrão que anos atrás era um sonho dourado. Mas você diz que não é só isso, que tem alguma coisa bem diferente em mim.
Será o cabelo? A risada? Engordei um pouquinho? Provavelmente. Troquei de atividade física, comecei a ler uns artigos sobre corrida, meditação e viro o nariz para dietas milagrosas. É que o saudável está na moda e acho isso incrível, já que é para o nosso bem e eu quero viver mais.
Te dizendo por alto, em dois anos devo ter acumulado umas 43 decepções, 89 crises de riso e outras 217 crises de choro. Em cada um desses eventos mudei algo para melhor. É a vida.
Me apareceu um primeiro cabelo branco (esse dia foi muito engraçado) e faz tempo que não coloco os pés naquela boate. Virei frequentadora assídua de uma outra tão legal quanto. Depois fiquei cansada de tanto trabalho e comecei a chamar os amigos para um vinho aqui em casa. Talvez eu volte aquela balada qualquer dia desses. Seria legal se voltássemos juntos, que tal? Relembrar sem julgamentos uma época que a gente viveu deve ser uma delícia.
Meu cachorro morreu, depois eu comprei um peixe e adotei um gato. Agora tenho outro cachorro e não vejo a hora de adotar mais um gatinho. Minha família e meus amigos diminuíram. Continuo com medo de morrer. Minha banda preferida não é mais a minha banda preferida (eles, inclusive, também mudaram e se separaram). Vai entender.
Mudei de emprego várias vezes e tenho passado noites em claro desde que abri meu próprio negócio já pensando no meu próximo próprio negócio. Tempos estranhos esses desde que descobri que quero ser feliz custe o que custar (com tudo custando tão alto).
Não vejo o Bruno desde que você me deu um ombro no término. Não vejo a Camila desde que ela mudou para Barcelona. Continuo pensando nos dois com carinho. Meus sentimentos em relação a situações que passei também mudam o tempo todo. Às vezes eu sinto raiva, depois eu sinto alívio, depois eu sinto distância e depois gratidão. Dizem que essa é a palavra da década. São tantas as palavras do momentos. Me perco em todas essas coisas que mudam junto comigo. Também dizem que estar perdido é bom. Sinal de que é o incômodo que leva a gente pra frente. Você também sente isso?
Quando você diz que perdi um pouco a essência, eu discordo porque ela sempre esteve aqui. A essência é estar em constante mudança. Aprendi tanto com todas as pessoas que cruzaram o meu caminho. Volta e aprende junto comigo também? Nossa, como você também mudou.

escreva perfeito/

Posts relacionados:

Uma ideia sobre “NOSSA, COMO VOCÊ MUDOU

  • Júlia

    Marcella ,
    Vc já leu o livro “propósito”do sri prem baba? Pois então ele fala exatamente isso , que quando estamos mais em duvida e insatisfeita com algo é sinal de transformação, é sinal que vc não está satisfeita com a vida que vem levando. Já passei por isso e sei o quão angustiante é essa fase! Mas agora estou vivendo um dos melhores momentos… por isso agradeço a esses momentos de de dor e medo . Pq sem eles certeza não estaria aqui.
    Mudar é necessário. Errado é permanecer imutável durante toda vida.
    Bjos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Layout por Gabi Barbosa + código por Tiago Gamaliel