HOME SOBRE O BLOG COLABORADORES CONTATO ANUNCIE
aparador-de-livro-9-destaque1

Harlan Coben, um dos meus autores preferidos, definitivamente tem em Seis Anos Depois um dos seus melhores livros. Tudo bem que todas as suas obras tem o mesmo estilo e o mesmo tipo de personagem principal, mas seus enredos são sempre tão diferentes, complicados (No bom sentido), interessantes e envolventes que é impossível o leitor não ler as páginas correndo porque quer saber que confusão toda é aquela.

Capa-Livro-Seis-Anos-Depois-Harlan-Coben

E foi muito assim com esse seu último lançamento. Terminei falando em voz alta: Mais um excelente romance policial, Cobenzinho!

Em Seis Anos Depois, conhecemos Jake Fisher, um professor universitário com o coração extremamente partido. Na primeira linha do livro ele já nos conta o motivo: Foi para a igreja assistir o casamento do amor da sua vida com outro homem. É masoquismo, ele sabe, mas precisava ver com os próprios olhos para acreditar. Porque, afinal, aquilo não fazia sentido.

Até poucos dias antes ele e Natalie Avery estavam extremamente apaixonados, um casal de verdade. Do nada ela resolveu terminar com ele e casar com Todd, um ex-namorado. Ao fim da cerimônia, Natalie pede que Jake nunca mais a procure, que a deixe viver sua vida em paz.

tecaseis

E o professor mantém a sua promessa. Pelo menos durante seis anos, até quando ele vê o obituário de Todd no jornal. Como o marido morreu, imagina que não precisa mais manter a promessa, certo? Então ele vai até o enterro e tem uma surpresa: a viúva é diferente.

Até aí tudo bem, vai que Todd e Natalie se divorciaram no meio do caminho. Mas vendo o velório, percebe que o falecido já era casado há mais de décadas com outra mulher e tinha dois filhos. Percebe, então, que o casamento com a sua ex foi uma farsa e está completamente decidido a ir atrás dela. O problema é que não é o único a querer encontra-la. E ela não quer ser encontrada de jeito nenhum.

O enredo de Seis Anos Depois, narrado em primeira pessoa por Jake, é extremamente ágil, com segredos escondidos no passado que tem consequências no presente. O protagonista passa de professor universitário certinho para procurado pelo polícia e por bandidos em questão de páginas devido às confusões que se mete na busca por Natalie. A evolução do personagem é visível, foi muito bem construída. As situações moldaram-no e abriram seus olhos para o mundo. O amor dele por Natalie é coisa de outro mundo. É o livro do autor com o sentimento mais forte, pois ele é quem motiva essa busca.

Harlan Coben é um malandrinho, adora enganar o leitor. Como já li várias obras dele, não me deixo enganar. Não caio nas pistas falsas, mas ainda assim não consigo adivinhar o que aconteceu. Um dos melhores pontos do autor é que ele faz momentos de ação, suspense e drama pontuados com pequenas frases de humor, geralmente do personagem principal. Na sua série do Myron Bolitar, isso acontece o tempo todo. Jake Fisher é muito parecido com seu protagonista mais famoso, tanto na personalidade quanto no porte físico de quase dois metros de altura.

Seis Anos Depois é surpreendente até a última página. A história vai se enrolando cada hora mais, Jake vai ficando tão envolvido em tudo que em alguns trechos até fiquei com dó. Apenas nas últimas páginas as cortinas vão se abrindo. Até o último momento ainda há surpresas.

Recomendo demais. :)

foto-10Uma devoradora de livros e filmes desde 1988, Teca Machado é alguém que compra livros pela capa, chora até com propaganda de margarina, é apaixonada por trailers, tem gostos mais adolescentes do que meninas de 14 anos, sonha com dinossauros e com o Bon Jovi, é escritora e futura autora de Best Sellers. Blogueira do Casos Acasos e Livros, de vez em quando também acha tempo na sua agenda para ser jornalista em Cuiabá, cidade onde mora.

Posts relacionados:

db433cdf3b1cc78f2598da11f932f8c9

Homens têm que fazer isso, têm que fazer aquilo. As mulheres, que tanto buscaram a igualdade social, ainda insistem em dizer que são os homens que devem tomar atitude. Sim, homens têm que ter atitude. Mas se homens e mulheres são iguais, cadê as mulheres de atitude?

Atitude conquista, seja vinda do homem ou da mulher. Mas não é sóo homem que tem que chegar na mulher, não é só o homem que tem que agradar e não é só o homem que tem que conquistar a mulher.

Não adianta o homem tentar conquistar e a mulher não fazer nada. Será apenas mais uma andando por aí com o ego inflado, se achando porque todos os homens tentam conquistá-la. A mulher precisa saber que ter atitude não é se rebaixar, é ter a humildade para saber que você precisa do outro para conseguir alcançar a felicidade que deseja.

Está na hora das mulheres descerem desse pedestal em que estão e começar a correr atrás. Se elas queriam igualdade, é isso que ela têm que fazer. É ter a atitude de chegar no cara, correr atrás do homem que ela quer, elogiar o namorado, fazer ou dizer algo só para agradar. Porque é exatamente isso que o homem faz para deixar ela feliz.

A mulher também precisa ter atitude, não pode ficar só esperando o homem. Ou depois vai ficar dizendo que ele não prestava porque quis outra que chegou junto enquanto ela ficava fazendo charme. A atitude e o sentimento tem que ser mútuos, senão pode esquecer. As pessoas querem atitude, se quisessem palavras compravam um dicionário.

Zemanta Related Posts ThumbnailTexto por Tiago Salomão. Escritor por gosto e romântico nas horas vagas. Aprendeu tudo na base da observação alheia. Acredita que idiota é quem não se entrega ao amor com medo de se passar por ridículo. Autor Roteirista do programa Amor & Sexo da Rede Globo. Enquanto não consegue a paz mundial, devaneia sobre o cotidiano dos relacionamentos.

Curtiu? Compartilhe e acompanhe o Sem Clichê no Facebook!

 

Posts relacionados:

7c0ad9cd7986224f614a3316d8ddd03f

Descobri que tenho muitas camisetas com escritos diferentes. Acho que sou um pouco obcecada em colocar palavras até na roupa que estou usando, haha. Por isso, decidi transformar as minhas camisetas em Looks do Dia e postar no blog, compartilhando com vocês. Eu adoro moda, vale a pena tentar, o que acham? :)

A primeira camiseta é da Forever 21. Usei para ir em um Pub. Ainda estou no Canadá e está muito frio, então por cima disso coloquei dois casacos e é claro, depois uma meia-calça. Acabei indo de coque no cabelo.

french1

french2

Créditos:

Saia: Forever 21
Colar: Ardene
Batom: Viva Glam III M.A.C.

Posts relacionados:

Layout por Gabi Barbosa + código por Tiago Gamaliel