HOME SOBRE O BLOG COLABORADORES CONTATO ANUNCIE
large

Menina, é o seguinte: você proibir seu namorado de respirar não vai adiantar nada. Nadinha, viu? Ele vai continuar olhando para os bumbuns bonitos que passam por ai, pensando o quanto sua amiga Tatiana é gata e vendo pornô quando bem entender. E isso não quer dizer nada, mulher, deixa de ser neurada.
Eu sei que às vezes dá vontade de tirar umas satisfações malucas, mas segura as pontas. Principalmente quando ele adiciona uma Carla que você nunca viu na vida, e você só tem dois amigos em comum com a coitada – ele e o Marcos, pegador da faculdade. Dá uma raiva.
O sangue sobe na cabeça, eu sei como é. Você já imagina que rolou alguma coisa, ele já está apaixonado, trocando várias mensagens com ela, por aí vai. Eu aposto que ele só adicionou para ver o resto das fotos. Afinal de contas, ela tá cheia de saúde na do perfil. Não necessariamente quer dizer que eles já estão pensando em mudar para Caraíva sem nem te avisar. Seu namorado não está morto. Ainda bem. E ele está com você.
Quem quer trair, faz de qualquer jeito. Arruma um jeito. Se apenas faltar uma oportunidade, acontece na padaria da esquina. E isso também serve para você, que queria que ele vivesse dentro de uma bolha. Relacionamentos são vias de mão dupla. O que pode acontecer com o outro, pode acontecer com você. Por que essa insegurança?
Se segura na confiança, no companheirismo e em toda essa história bonita que vocês construíram juntos. Ter um mundo particular é direito de qualquer ser humano. E eu aposto que você também tem o seu.

Posts relacionados:

large

Por mais alma nerd que eu tenha, como toda garota tenho um lado apaixonado pelo universo da moda. Como profissão, acabei vertendo para o lado de livros, filmes, seriados e etc, mas isso não significa que eu não possa juntar cultura + moda.

birkin3

O livro Como Entrei na Lista Negra da Hermès, de Michael Tonello, é bem essa mistura. Ele conta a história real do autor, um maquiador americano que se apaixonou por Barcelona e largou os EUA para viver na Europa. Foi tendo um emprego em vista, mas em menos de uma semana deu tudo errado e ele ficou desempregado em um país onde ele não falava a língua, não tinha amigos, havia assinado um contrato de aluguel de cinco anos e sem nenhuma perspectiva de dinheiro.

Desesperado, Michael começou a vender alguns pertences no eBay, inclusive um lenço da luxuosa e exclusiva marca Hermès. Com isso, ele descobriu o fabuloso mundo da Hermès e das mulheres ricas em todo lugar que pagam milhares de dólares sem dó nem piedade por qualquer coisa que tenha o símbolo H e as embalagens laranja. Mas, melhor ainda, ele encontrou o caminho curto, uma fórmula, como ele diz, para comprar as famigeradas Birkins, as it bags, queridinhas do mundo fashion, que custam, as mais baratas, em torno de nove mil dólares e tem filas de espera de mais de dois anos para poder comprar.

A Birkin é algo como a Ferrari: não basta você ter dinheiro para pagar, você tem que merecer, ter a classe necessária e a loja só vende para quem ela quiser.

O autor conta como passou a viajar o mundo todo atrás das Birkins e como enganou a grande corporação Hermès. Depois de um tempo, ele diz que não fazia pelo dinheiro, fazia pela pirraça e satisfação de passar a perna na companhia.

Como Entrei na Lista Negra da Hermès é uma leitura despretensiosa, divertida e ótima para feriado prolongados e dias preguiçosos na praia ou em uma rede. A linguagem é fácil e parece que Michael Tonello sentou com você em um sofá e está te contando pessoalmente tudo o que fez na louca corrida atrás das Birkins. Você fica com vontade de que ele seja o seu melhor amigo e te leve junto para passear pelos mais variados países comprando bolsas. Viagem e compras, quer algo mais divertido?

Recomendo.

foto-10Uma devoradora de livros e filmes desde 1988, Teca Machado é alguém que compra livros pela capa, chora até com propaganda de margarina, é apaixonada por trailers, tem gostos mais adolescentes do que meninas de 14 anos, sonha com dinossauros e com o Bon Jovi, é escritora e futura autora de Best Sellers. Blogueira do Casos Acasos e Livros, de vez em quando também acha tempo na sua agenda para ser jornalista em Cuiabá, cidade onde mora.

Posts relacionados:

noivinha

Montar a lista de convidados para uma festa de casamento é muito difícil. Dependendo do tamanho da festa, convidar “só os amigos próximos” é uma tarefa impossível.

Uma noiva americana, querendo evitar que alguns de seus amigos no Facebook ficassem chateados por não terem sido chamados, resolveu listar os motivos que a fizeram não enviar o convite.

As razões eram:

1. Se eu já te convidei toda vez que faço uma reunião e você nunca apareceu;

2. Se você é só um colega de trabalho e nós nunca saímos fora dele;

3. Se eu compareci a coisa que você me convidou e você nunca apareceu ou sequer respondeu a meus convites;

4. Se eu só saí com você em público, mas nós não somos próximos;

5. Se em algum momento você falou alguma merda sobre mim, você definitivamente não será convidado;

6. Se você provavelmente viria só pela comida e bebida e realmente não tem nenhum outro interesse além disso;

7. Se você se casou e eu pensei que éramos amigos, mas você não me convidou.

O post original: (Reprodução/Facebook)

Captura de Tela 2014-08-11 às 12.00.45

E vocês, acrescentariam algum motivo? Eu provavelmente faria uma festa para 40 pessoas e não me explicaria no Facebook. :P

Posts relacionados:

Layout por Gabi Barbosa + código por Tiago Gamaliel