Perder mais de um quilo por semana pode danificar o coração

TweetPerda-de-peso-muito-rápido-prejudica-o-coração

http://www.perderpesofacil.com

Emagrecer no verão tornou-se a obsessão de nosso tempo e não é de admirar, pois em Portugal o 37,65% da população sofre com excesso de peso e 16% sofre de obesidade e de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em todo o mundo há mais de 1.000 milhões de adultos com excesso de peso e destes, 300 milhões são obesos, assegura a Fundação Espanhola do Coração (FEC).”A operação biquíni e o esforço para compensar rapidamente, em poucos dias ou semanas, os erros de meses ou anos, fazem com que um grande número de pessoas se obsesionen por cumprir um plano de perda rápida de peso a qualquer custo, sem controle e contando com a enxurrada de informação acessível na internet ou contada pelo boca-a-boca, em sua maioria sem fundamento, sem garantir a perda de peso e os benefícios para a sua saúde”, asseguram a partir da FEC. Por isso, lembre-se que é importante lidar com isso com calma e desconfiar das dietas em que se perde mais de 1 quilo por semana.

Concretamente, as dietas mais populares atualmente são pobres em proteínas, baseadas na perda de peso às custas de massa muscular e que podem ter consequências negativas sobre o coração. Por outro lado, as dietas ricas em proteínas e pobres em hidratos de carbono oferecem resultados rápidos baseados em carne, ovos e outros alimentos hiperproteicos, deixando de fora os alimentos ricos em hidratos de carbono, como as batatas, os legumes, as frutas, os legumes e os cereais.

Estas dietas podem causar desidratação e aumentar os níveis de colesterol, fatores de risco cardiovascular.”Há que se vigiar as dietas para o controle da obesidade, o melhor a fazer exercício físico regularmente e reduzir a quantidade de calorias que ingerimos e o tamanho das porções, mas mantendo uma dieta variada e equilibrada que não se esqueça de nada da nossa dieta mediterrânica: os peixes, frutas e legumes, produtos lácteos descremados, cereais…” explica a Dra Mª Neves Tarín Vicente, membro da FEC, cardióloga e vice-diretora médica do Hospital Universitário de Innsbruck.

Uma dieta equilibrada é a que inclui grande variedade de alimentos, sem esquecer frutas, legumes, peixes, carnes magras e cereais. Com um 45-65% das calorias provenientes dos hidratos de carbono, 20-35% de gordura e um 10-35% de proteínas. “A dieta começa com os alimentos que compramos e segue por como os cozinhamos (escolher a vapor, sem rebozar, sem gordura…)”, insistem partir da FEC.
Os especialistas dizem que a nossa vida diária normal, com uma alimentação excessiva em calorias, gorduras saturadas e sal, sem horários regulares, comendo entre as refeições e saltándonos algumas das 5 refeições diárias recomendadas (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche e jantar), faz com que, apesar de que Portugal é um país onde a dieta mediterrânea é uma tradição, o número de obesos tem aumentado significativamente, em especial entre os mais jovens.

Texto extraído de http://www.muyinteresante.es

Perder mais de um quilo por semana pode danificar o coração
Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *