Megalizz Resenha: Eu Testei Pra Ver Se Alisa Mesmo

O que você verá neste artigo

Por que o Megalizz está fazendo tanto sucesso? Será que funciona e alisa o cabelo mesmo? Bom, embora a palavra da moda hoje seja aceitação e os padrões de beleza estejam cada dia mais relativo é difícil encontrar uma mulher que não se preocupe com sua aparência, principalmente com os cabelos.

É por isso mesmo que existem nos supermercados corredores inteiros com produtos para cuidar dos cabelos, sendo mais de 90% feminino.

Outra coisa que vem ganhando de primeira o coração de nós mulheres modernas é a praticidade! E se ela vem junto com qualidade e confiança então, é a fórmula perfeita.

Quando o assunto é o cuidado com os cabelos, logo pensamos em horas de salão, ou em andar por aí com ele preso, por que não deu tempo de arrumar.

http://arwenstore.com.br/wp-content/uploads/2019/01/mega-lizz.jpg

Mas, segundo os fabricantes do Intant lizz, isso é coisa do passado e é sobre ele que nós vamos conversar agora.

Olá, para quem ainda não me conhece eu sou a Karen Coelho e hoje preparei mais esta resenha quentissima para você, confira!

Comprei 3 frascos de Megalizz para testar e aproveitar o desconto

O que é o Megalizz?

É um produto inovador no mercado dos cosméticos, que traz uma tecnologia que acabou de chegar ao Brasil. Ele veio para facilitar a sua vida. Perfeito para você que deseja ter os cabelos lisos e alinhados, mas que não conta com muito tempo para ir sempre ao salão ou ficar horas no banheiro fazendo escova e chapinha em você mesma.

Basicamente, é um shampoo alisante e também pode ser considerado como uma “progressiva de chuveiro”. Isso mesmo, no seu próprio banheiro, em apenas 3 minutos, você consegue efeito de salão e também não precisa escovar, só secar.

http://arwenstore.com.br/wp-content/uploads/2019/01/megalizz3.jpg

Apesar de ser considerado um shampoo, isso só ocorre por que ele forma uma leve espuma em contato com água, mas seu efeito real é condicionante. É uma progressiva e um tratamento, que cabe dentro do seu banho!

Resumindo é um produto que une perfeitamente beleza e praticidade.

Ele é vendido apenas no site oficial da marca: Megalizz.com.br

E o melhor de tudo, o Megalizz não tem formol!

Você deve estar se perguntando se uma fórmula tão eficaz precisa ter o formol para realmente ter resultado. E a resposta é: não! Não precisa e é justamente isso que faz do Megalizz um produto seguro e sem restrições de uso.

O formol é uma substância proibida e seu uso traz grandes riscos à saúde de quem insiste em usar. Quem nunca sentiu aquela coceira e ardência que o formol causa no couro cabeludo? Isso sem falar das feridas, casquinhas e da irritação nos olhos. Essa substância só nos faz mal, além de danificar extremamente os cabelos a longo prazo. Atualmente, ainda encontramos muitos produtos à base de formol, mas aos poucos, a conscientização e a saúde estão tomando seu lugar de importância no ramo da beleza.

http://arwenstore.com.br/wp-content/uploads/2019/01/megalizz-resultados.jpg

Isso deve ter feito surgir uma nova pergunta na sua cabeça: Tudo bem, mas se não tem formol, como ele alisa o cabelo?

A tecnologia revolucionária do Megalizz, traz uma combinação de compostos, que juntos, têm o poder de alisar e tratar o cabelo. Veja!

Qual a Composição do Megalizz?

Óleo de Argan, Pantenol, Aqua, Óleo Mineral, Álcool Cetearílico, Metossulfato de Behentrimonium, Dimeticona PEG-12, Dimetilamina Estearamidopropil, Cloreto de Cetrimônio, Glicerina, Ácido Cítrico, Palmitato Isopropílico, Pantenol, Parfum, Cloreto de Hidroxipropiltrimônio Guar, BHT, EDTA Dissódico, Polyquaternium-55, Ceteareth-20, Cyclopentasiloxane, Dimeticonol, Hydroxyethyl Cetearamidopropyldimonium, Chloride, Behenyl Álcool, Cetearyl Álcool, Argania Spinosa Kernel Oil, Mica, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Benzyl Salicylate, Hexyl Cinnamal.

E os Benefícios do Megalizz?

Praticidade:

É um produto de uso simples e muito prático. No seu próprio banho e em pouquíssimo tempo, com o Megalizz você obtém resultado de salão, no conforto da sua casa.

Segurança:

O Megalizz é 100% livre de formol, dermatologicamente testado e extremamente eficaz no alisamento dos fios. O que proporciona um liso instantâneo e seguro, que além de alisar, trata os fios de dentro para fora, selando a fibra capilar.

Resultado comprovado:

O Megalizz é capaz de entregar um resultado de salão, sem que você precise ir gastar rios de dinheiro indo em um. Além de você poder fazer a manutenção do seu liso de acordo com a sua necessidade, pois terá o produto ao seu alcance, sem pagar novamente pelo procedimento, visto que ele dura muito mais do que uma aplicação. Rende até 10 aplicações. O que significa, que seu resultado de salão não vai sair na primeira lavagem.

Comparando o Megalizz aos demais produtos de alisamento

A fórmula do Megalizz, em comparação com demais produtos que prometem alisamento caseiro, é muito mais eficaz e segura. Pois utiliza compostos naturais, livres de químicas que prejudicam a saúde dos cabelos.

Modo de usar o Megalizz

O seu modo de uso é muito simples, basta seguir 4 passos:

http://arwenstore.com.br/wp-content/uploads/2019/01/megalizz.jpg

1 – Lavar os cabelos com shampoo antiresíduos. Bastam apenas 2 lavagens, para que o cabelo fique bem limpo.

2 – Aplique o Megalizz por todo o comprimento do cabelo, da raiz às pontas, deixando o produto agir por 3 minutinhos apenas.

3 – Enxágue os fios retirando todo o excesso que não tenha sido absorvido pelos fios. Não lave com shampoo, apenas com água.

4 – Finalize o processo secando com secador, com jato quente. Não precisa escovar, apenas secar para termo ativar o produto. E pronto. Simples assim. Seu liso de salão está pronto!

Vamos ao que interessa: O Megalizz Funciona mesmo?

Quando você conhece um produto novo a primeira coisa que faz antes de comprar é procurar saber se ele funciona de verdade e o meu trabalho é pesquisar e testar pra vocês e dar minha opinião.

Confesso que nesses mais de 3 anos como blogueira já testei muito produto que não cumpria com o que promete, mas felizmente o Megalizz vai além: ele entrega mais do que promete.

Além de alisar o cabelo realmente de uma maneira fácil e rápida, o produto ainda faz uma hidratação profunda.

Cada frasco dá pra usar em média 10 vezes e a cada vez que vai usando mais tempo demora para que você tenha que refazer a aplicação, pois como disse ele é um tratamento para os cabelos também.

Ou seja, na minha opinião funciona e muito bem. Foi um investimento bem gasto. Veja no video abaixo como fica o resultado após a aplicação.

Como comprar a progressiva de banho?

Bom, o Megalizz só é vendido no site oficial do produto, então eu já procurei em lojas e realmente não tem.

Para comprar basta escolher o seu kit e fazer o pedido direto do site do fabricante. O site é totalmente seguro e a entrega é grátis para todo Brasil e demora até 7 dias úteis para chegar.

http://arwenstore.com.br/wp-content/uploads/2018/05/site-oficial-arwenstore.png

Cupom de Desconto do Blog

Para quem quer comprar 1 frasco apenas para testar sabe que no site oficial não tem desconto, só nos kits a partir de 3 unidades, mas eu consegui um desconto de 10% exclusivos para minhas leitoras.

Ou seja, se você quer comprar 1 frasco pra testar ao invés de pagar R$ 127,00 vai pagar R$ 114,00, mas este desconto é apenas para as 10 primeiras pessoas que comprarem pelo nosso link.

Então se você quer comprar 1 pote com desconto clique aqui e aproveite!

Qualquer outra dúvida não deixe de utilizar o campo de comentários logo abaixo que eu responderei o mais breve possível.

Fonte do Artigo: http://arwenstore.com.br/megalizz-funciona/



Assédio sexual, cada vez mais frequente

A onda de casos de assédio sexual provocou a maré alta em Hollywood. Uma longa lista que parece não ter fim está virando de refletores para aclamados atores, produtores e diretores da sétima arte, que aproveitaram a sua boa fama e contatos para subjugar as mulheres, em sua maioria, atrizes, a ser vítimas dos seus abusos e perversões.


Horríveis histórias fora do cinema


Nem tudo são grandiosas histórias na indústria do cinema, já que a realidade conta, por vezes, histórias mais marcantes e perturbadores que os projetados na tela grande, e é justo que agora muitas vítimas decidiram não calar mais e tornar públicas as suas experiências ruins com personalidades de destaque.


O assédio sexual se apresenta com maior frequência no local de trabalho.


O conhecido diretor e produtor Harvey Weinstein detonou o efeito dominó em denúncias sobre abuso sexual cometido inúmeras mulheres que se destacaram no cinema e até mesmo se conhecem casos de homens que têm denunciado o também famoso ator Kevin Spacey. Estes fatos encabeçam um sem fim de escândalos de Hollywood, como muitos mais, são coartado a carreira desses personagens na sétima arte.


Após isso, uma parte da sociedade tem voltado a ver a atual problemática sobre o assédio, talvez a conta-gotas, mas pelo menos não é ignorada, mas dificilmente se dará a solução, já que se trata de um comportamento que envolve diversos fatores para ser levadas a detonar, o qual não requer precisamente de um diagnóstico psicológico, mas os elementos adequados para invocar a perversão.


De assédio sexual e outros demônios


O assédio sexual ocorre quando uma pessoa realiza de forma indevida atos de caráter sexual sem o consentimento da pessoa interessada, que envolve um sentimento de ameaça à vítima, como insinuações sexuais indesejáveis e comportamento verbal, físico ou sexual, que busca provocar bullying, o que termina prejudicando a pessoa em seu desenvolvimento com o ambiente.


Freud observa que as perversões de um ser humano são as práticas sexuais que se desviam da norma comumente aceita pela sociedade, como filias, incesto, preferências sexuais, etc., juntamente com a percepção da realidade de cada pessoa.


Apesar de que os casos se apresentam com maior freqüência nos trabalhos, devido ao tempo que se permanece sobre eles, não se descartam outros espaços cotidianos, como a escola ou lugares públicos, onde não se requer a menor provocação para outra pessoa, mas de uma simples interação com essa classe de indivíduos.


Não só as mulheres


As mulheres são as principais vítimas de assédio sexual em uma sociedade que privilegia os homens; no entanto, o gênero feminino obteve vantagem em determinadas situações, seja de trabalho ou cotidiano para victimizar homens.


Além disso, a preferência sexual deu pé para que ambos os gêneros sofrem de abusos e perversões por alguém do mesmo sexo.


Por que se permite?


Aqueles que cometem assédio sexual submetem a suas vítimas através de contato físico desnecessário ou obrigando-as a fazer ou dizer algo contra a sua vontade, o que faz com que se sintam desprotegidas e humilhadas ao respeito, portanto, consideram que os seus argumentos, além de válidos, são vergonhosos para ser levado em conta e decidem calar.


Somado a isso, algumas pessoas consideram que a superioridade existe e decidem sofrer em silêncio que denunciar algo que possa acordo com o emprego ou um certo status. Além disso, a intimidação é a chave para levar a cabo o assédio sexual, já que se pretende submeter as vítimas através de condutas hostis e ameaças em caso de não contribuir


Como evitar o assédio sexual?


Dizer “eu também”, não é algo que implique realmente uma solução, mas, simplesmente, assumir-se como uma vítima. Se você se encontra em uma situação de assédio, o falar é o mais importante! Nada como a sua segurança, bem-estar e integridade.


Coação, masturbação e até mesmo abuso constituem o ponto mais grave do assédio sexual e nenhum ser humano deveria permitir. Homens e mulheres merecem respeito, eu denúncia sempre a tempo!

Assédio sexual no trabalho, você não ruas!

Entende-Se por assédio sexual aqueles comportamentos verbais ou físicas de natureza erótica não desejados, os quais podem apresentar-se na rua, escola, trabalho e, até mesmo, na própria casa, tendo cada caso implicações que afetam a saúde da vítima.


Assédio sexual no trabalho


Não é novo que o ambiente de trabalho se apresentem comportamentos hostis, intimidatorias ou humilhantes por parte de pessoas que ocupam oficiais superiores para seus subordinados, criando um ambiente de medo, que quase sempre resultam de maus resultados.


No entanto, por se tratar de assédio sexual a atmosfera que se cria tem um tom diferente, uma vez que, sem levantar a voz um superior pode chantagear a vítima ao oferecer promoções ou aumento de salário em troca de ceder a suas proposições.


Que são especialmente branco este tipo de insinuações são mulheres separadas, as recém-chegadas ao mercado de trabalho, os que vivem situação precária, assim como com deficiência e os pertencentes a minorias raciais.


As mulheres não são as únicas vítimas do assédio sexual no trabalho, também os homens, sendo os homossexuais, principalmente os afetados, seguidos de homens jovens.


A violência não é a única forma de assédio, principalmente no aspecto sexual, pois as denúncias definem o perfil do assediador, como o de um homem não é necessariamente maior, muito calculista e que em público se esforça por aparentar ser uma pessoa educada, correta e até mesmo cuidado, que precisa demonstrar seu poder sobre outra pessoa, com o subliminar mensagem “a sua vida profissional e pessoal dependem de mim”.


Não apenas os “chefes”


O assédio sexual no trabalho não se prende à relação patrão-empregado. Amplia o leque para os colegas do mesmo nível, que utilizam outro tipo de recursos que são igualmente irritantes a quem são dirigidos, como piadas, insinuações, olhares que pretendem “despir”, comentários grosseiros, gestos, assim como carícias ou acariciar, insinuações e proposições, sempre dentro do âmbito sexual.


O que muitas vezes impede a vítima para denunciar é o complicado que é geralmente demonstrar que houve assédio e, sobretudo, sem o consentimento ou provocação por parte da vítima; ros desnecessários, frases de duplo sentido e piadas rudes são difíceis de provar legalmente.


Acontece, então, que o comportamento por parte dos superiores, e até mesmo dos próprios companheiros, chega-se a aceitar como normal para as vítimas ou, pior ainda, o assumem como algo que devem suportar por “ser mulher”.


No entanto, o impacto do assédio sexual em saúde pode produzir ansiedade, depressão, irritabilidade, fadiga e baixa auto-estima, além de que as perspectivas profissionais vêm para baixo; é compreensível a baixa produtividade e a manifestação de “supostas” doenças que escondem o medo de ir ao trabalho.


Não se deixe intimidar!


Diante de uma situação de vexame no trabalho, você não deve autoculparte nem, muito menos, deixar o emprego em vez de dedurar, pois isso pode trazer consequências que piore a situação, incluindo a perda de todos os direitos como trabalhadora; busca conciliar interesses com o agressor -usando os meios que foram levantadas-, mas não deixe de cumprir com suas obrigações trabalhistas.


Denúncia da situação à direção da empresa. Para isso, é muito importante pesquisar as testemunhas da situação que possam contribuir com o seu testemunho. Ainda conta com a possibilidade de denunciar o assédio sexual perante o Ministério Público, procedimento que se fará sentir-se seguro para enfrentar a situação, e que será uma maneira de parar o objetivo do agressor.


O assédio sexual é um ataque à dignidade do indivíduo e um obstáculo para o seu desenvolvimento profissional, não o permitas! e apóia a quem é vítima dele.

Assim, você pode identificar amizades tóxicas

Vocês já perceberam que conhecem alguém que aos seus 30 anos, não fez nada da sua vida? e o pior de tudo, não lhe interessa, está esperando sentado que algo aconteça.


Quando você escuta a sua vida dá vontade de gritar “deixa de estar lançando faltas para seus pais, deixa de apresentar uma queixa, toma as rédeas e a responsabilidade de sua vida, e comece a fazer algo”


Eu tenho um caso muito próximo e realmente ver uma situação assim chega até certo ponto a ser irritante e desconfortável, porque a pessoa vive “procurando trabalho”, culpando seus pais, se queixa de não ter dinheiro, se queixa literal de não ter nem para o seu shampoo. Não tem trabalho, porque não o procura, como não tem nada o que fazer demanda mais tempo aos seus amigos do que o necessário, em poucas palavras se mete na vida de todos para fazer a sua.


O triste este tipo de pessoas é que elas afastam os amigos, saem totalmente de seu círculo social, pois começam a não ter nada em comum, como o não fazem “nada” não são as pessoas que têm o tema de conversa mais do que estar reclamando, estão à espera que lhes resolvam a vida. O que me aconteceu com uma pessoa nesta situação chegou tanto ao limite que decidi colocar terra por meio… as últimas vezes que nos vimos ele me dizia: “diga-me alguma coisa…” como se tivesse que entretê-la.


A passei muito mal, fiquei pensando sobre a situação que vivia e analisando o comportamento desta pessoa. Decidi (demorou uns dias, já não vê-la, pouco a pouco me afastar e eu pensei na resposta que lhe ia dar quando eu perguntei porque ele tinha me afastado. “Não temos nada em comum, não se tenha preocupado com isso e, francamente, não tenho tempo de entreter, chegou a ser uma relação tóxica”.


Como identificar amizades tóxicas….


As passivo-agressivas
Para este tipo de pessoas nada lhes parece bem, nunca. Não tem a capacidade de dizer, de forma direta, mas que sempre anda com rodeios, indiretas ou insinuações.


As competitivas
Seja o que for, sempre vai querer estar por diante de ti. Se lhe contas que lhe deram uma oferta de trabalho única, ela te contará que tem algo ainda melhor; se você disser que algo dói, justo te responderá com que na noite anterior teve uma dor pior ou semelhante.


As dramáticas
Uma coisa é que os amigos se apoiam nos maus momentos, e outra muito diferente do que tenham que suportar sempre uma grande quantidade de dramas que, talvez, não podem resolver.


Estas amizades usam os outros como terapeutas, mas quase nunca se deixam ajudar. O tempo Todo descarregam seus medos e inseguranças, mas não são capazes de receber dicas e até se podem incomodar.


As amargadas
Sempre andam se queixando porque as coisas vão mal, mas também vêem algo de errado para a vida quando tudo parece que vai bem.


As manipulativas
Cuidado com o seu excesso de gentileza! As pessoas manipuladores costumam tirar proveito aquelas pessoas que preferem evitar confrontos, que fazem favores com facilidade e que poucas vezes dizem que não.


Não se esqueça da importância de se cercar de pessoas positivas!


Você gostou desta nota? Califícala

1 Estrela2 Stars3 Stars4 Estrelas5 Stars (9 votos, average: 4.11 out of 5)
Loading…

Assim, você pode comer de forma saudável durante as festas pátrias

Chega setembro e nossas ruas estão cheias de bandeiras tricolores, enquanto nos preparamos para comemorar as festas pátrias com amigos e familiares, com os quais partilhamos os nossos pratos favoritos.


A comida mexicana é, sem dúvida, uma das mais ricas do mundo. Mas é certo, que seus pratos mais característicos são muito gordurosos e ricos em calorias, e que, com o pretexto da celebração, os consumimos em excesso.


Apenas um prato de pozole tem 240 calorias e um chile em nogada entre 500 e 600 calorias[1], quando a recomendação energética para a população adulta é de 2.000 calorias por dia. Sabemos que é difícil resistirnos esses pratos que além regularmente acompanhados de água de jamaica ou horchata, uma cerveja ou tequila e se fecharmos com chave de ouro, um filhós ou churros açucarados.


A diferença para desfrutar de equilíbrio de um almoço ou jantar pátria está nos ingredientes e métodos de preparação. Por isso, compartilhamos algumas dicas que farão com que a sua reunião seja tão divertida como você planeja, mas muito mais saudável, dando atenção tanto no que vão comer, o que vão beber, já que as bebidas também são parte essencial da celebração.



  1. Substitui alguns ingredientes por suas versões mais leves. Por exemplo, você pode alterar as tortillas por torradas assadas, consumir carnes magras em seus guisados e optar por creme de baixo teor de gordura.

  2. Prepara seus pratos assados e cozidos, em vez dos capeados e frituras, que aumentam a gordura e as calorias. Você também pode incluir uma maior quantidade de vegetais na preparação.

  3. Prepara águas frescas de flor de jamaica, tamarindo e orchata de forma tradicional, usando os ingredientes naturais e endulzándolas com um substituto de açúcar.

  4. Mistura as bebidas alcoólicas com água mineral, refrigerantes e sucos baixos em calorias. Ou prefere aquelas que são tomadas isoladamente como tequila, o mezcal ou whisky. Se você optar por uma cerveja, opte pela que fornecem menos calorias. Apenas lembre-se que qualquer que seja a sua escolha, você deve consumir álcool com moderação.

  5. Se serve chá de panela, prepáralo com uma mistura de próprio e substituto de açúcar para desfrutar do seu sabor, sem todas as calorias.

Agora sim, prepare-se para desfrutar de suas bebidas e pratos favoritos sem se preocupar com as calorias e… Viva México!


[1] Pérez-Lizaur AB, Palácios B González, Castro Bezerra, Flores Galiza I. Sistema Mexicana de Alimentos Equivalentes. 4ª ed. México: Promoção de Nutrição e Saúde, A. C. de 2014.


Você gostou desta nota? Califícala

1 Estrela2 Stars3 Stars4 Estrelas5 Stars (2 votos, média: 4.50 out of 5)
Loading…

Assim foram hackeadas os jornalistas por parte do governo mexicano

O dia de ontem, foi divulgado uma notícia que chocou a sociedade mexicana. Nela, falava-se que o governo dedicou seus esforços em praticar espionagem, jornalistas e ativistas através de um software chamado Pegasus, o qual foi instalado em seus smartphones e dispositivos móveis.


Pegasus serve como microfone escondido para ouvir cada palavra que emitiu o proprietário do smartphone. Além disso, conta com a possibilidade de roubar todo o tipo de dados pessoais e o software não somente foi instalado em jornalistas e ativistas, mas também esteve presente em familiares.


Alguns dos afetados foram Carmen Aristegui, Mario Padrão, João Pardinas, Carlos Loret de Mola e Salvador Camarena, entre outros. A constante que têm em comum todos os jornalistas que lutam contra a corrupção e fungen em prol da liberdade de expressão, pelo que não surpreende que o governo gostaria de estar atento perante a crítica.


Segundo informou o jornal The New York Times, desde o ano de 2011, pelo menos três agências federais mexicanas gastaram quase 80 milhões de dólares em programas de espionagem de uma empresa de origem israelense chamada NSO Group. A companhia garantiu que a venda de software é a governos que destinem a espiar a criminosos ou terroristas; no caso do México, os traficantes de drogas que tenham violado o país durante muitos anos.


Antes dos rumores, o governo mexicano declarou o seguinte:


“Como qualquer regime democrático, realizamos atividades de inteligência para o combate ao crime organizado e de ameaças contra a segurança nacional, mas rejeitamos categoricamente que alguma de suas dependências realizar ações de fiscalização ou intervenção de comunicações de defensores de direitos humanos, jornalistas, ativistas anti-corrupção ou de qualquer outra pessoa, sem prévia autorização judicial.”


O governo mexicano, em vez de usar o software de espionagem em criminosos, decidiu implementá-lo em jornalistas, procurando especificamente informações sobre o caso dos 43 normalistas desaparecidos em Ayotzinapa e outros assuntos que requerem de grande pesquisa e que poderiam ser afetadas certas entidades e órgãos governamentais como a SEDENA, a PGR e CISEN.


Os jornalistas afirmaram ter recebido mensagens fictícios disfarçados com links aparentemente reais. Cada mensagem foi personalizado, de acordo com o contexto do jornalista e ativista, o governo usou recursos para enganar e torná-los vulneráveis.


Claro, as vítimas caíram, e automaticamente o software foi instalado em seus dispositivos para extrair toda a informação e levar a cabo a espionagem.


Os dados incluem contatos, mensagens, e-mails e calendários. E, o software também se apodera da câmera e do microfone sem que os utilizadores tenham conhecimento.

Assim é trabalhar com os irmãos

Jesse & Joy, que vão dar um concerto no dia 26 de maio, no Auditório Nacional, têm uma relação quase de co-dependência, mas vivem felizes no dia-a-dia sobre o palco. Eles não contam que tão de terror é trabalhar em família.



O que é o bem e o mal de trabalhar em família?


Joy: Jesse é como o meu marido de trabalho. Não somos dois desconhecidos que se juntaram para formar um grupo, mas nós crescemos juntos e desde crianças, não nos separamos.


Nós Nos conhecemos muito, então as boas isso de trabalhar em conjunto é muito bom e as ruins pode ser muito perigoso. Entre irmãos, sabemos onde está o botão vermelho de “não tocar”.


Quais são os botões vermelhos de cada um?


Joy: Às vezes, como em todas as relações, alguém acabar com a bobagem mais irrelevante.


Mas no meu caso, as coisas que mais odeio é que me estão apurando. Em chamba é complicado, porque eu tardo mais com o penteado, a maquiagem, o outfit. Em troca Jesse se banha, se penteia e já está pronto. Eu me tomo o meu tempo, nem tudo o que eu faço para a mera horas, mas se Jesse me aperta e me apurado, podemos chegar a brigar. De fato este é um dos motivos das brigas mais grandes que tivemos.


Como fazem quando alguém está passando por um mau momento?


Jesse: O que temos aprendido a lidar com o tempo, porque até nós somos vizinhos. Sabe quando você tem que dar apoio e quando tem que dar espaço.


O parentesco complicou-se que tomassem a decisão de trabalhar juntos?


Joy: Quando começamos a escrever, se deu de forma muito natural. Ele estava improvisando uma música com algum instrumento e me propôs a tentar fazer música juntos. A compusimos e abriu a caixa de pandora, em cada um, e começamos a escrever e escrever. Ao papai e a mamãe sorprendían da harmonia que havia entre nós.


Quando nossa casa gravadora nos encontrou, nem sequer nos passou pela cabeça a possibilidade de fazê-lo com mais alguém. A partir daí temos encontrado pessoas maravilhosas e talentosa, com que temos trabalhado, mas a verdade, ninguém senti a magia de quando trabalho com o meu irmão.


Existe concorrência?


Joy:Sim, mas não é má. Os dois procuramos surpreender-nos um ao outro, então nos leva ao nosso melhor limite para que ao compor uma canção nos coloque a pele rurais.


Quão difícil é dividir tarefas?


Joy: Cada um tem claro quais são as áreas fortes de cada um e o que cada um faz. Somos como os equipamentos desportivos, se um corre mais rápido, esse vai tocar em ir para a bola.


Como isso muda a convivência quando descem do palco e eles estão com a sua família?


Joy: A verdade, até planejamos férias juntos. Meu irmão, em seguida, organiza viagens com sua família e acaba me convidando. Quando fazemos viagens de descanso, não se fala nada de trabalho.


Você gostou desta nota? Califícala

1 Estrela2 Stars3 Stars4 Estrelas5 Stars (8 votos, average: 4.38 out of 5)
Loading…